Ocorreu um erro neste gadget

José e seu Pai




"Certa vez José decidiu dar uma festa! Afinal, o quinquagésimo aniversário do seu Pai estava chegando.
José não era um cara que gastava muito tempo sentado ao lado da cama de seu pai trocando figurinhas, conversando com os botões, falando do tempo ou apenas destilando gracejos. Pra falar a verdade, José não sabia direito o que fazer. Decidiu, então, imaginar qual seria a festa que lhe agradaria mais! Balões aos milhares, música muito alta, vários tipos de comida, bebidas a se perder de vista, mágicos, palhaços... Ninguém botaria defeito. Mas e se os convidados não gostassem tanto? Ora, que tipo de festa é essa que os convidados não são agradados ao extremo? Portanto, José decidiu pôr um pouco de cada. Já não importava mais tanto o que ele queria pra si, mas, também, o que os outros queriam. Assim, tinha comida doce e salgada, música alta e baixa, rápida e lenta. Mágico sério e engraçado. Palhaço mudo, falante e gritante. Depois de muito pensar, finalmente, todos os detalhes estavam acertados!
Nada faltou! Ninguém ficou de fora! Horas e mais horas de alegrias imensas! Muitos discursos emocionados, tudo muito frenético em determinadas horas, sereno e melancólico em outras. Todos os convidados saíram extasiados! Claro, cada qual tinha sua parte desgostosa da noite, mas seu gosto particular, uma vez atendido, gerou motivo suficiente pra garantir que no quinquagésimo primeiro ano, todos estariam de volta! José, inclusive, já começava a fazer contatos pra aumentar cada vez mais o número de convidados e a pompa! Tudo isso pra poder agradar seu pai. Ora, seu pai? De repente lhe ocorreu que não o vira em nenhum momento da festa! Onde ele estava quando o balão de sorvete estourou jorrando sabores diversos pra quem quisesse? Ou quando os golfinhos saltaram sobre os arcos em chamas? Depois de a poeira baixa, o barulho cessado e a casa vazia, José pôde contemplar seu pai sentado num canto. Quieto. Resignado. Não tinha o ar de alegria e êxtase que todos os outros. Que diabos era aquilo? Era simplesmente impossível imaginar que José não fizera a melhor festa do mundo! Todas as pessoas o tinham como um filho excelente. Não. José resolveu não pensar. Se seu pai não gostara de algo, o problema era dele. Simplesmente, não tem como alguém não ficar satisfeito com isso tudo. Do bom e do melhor! E pra sobrar.
Naquela noite José deitou se sentindo maravilhado! Afagava no peito a certeza de ser um filho maravilhoso. Todos os tapas nas costas, todos os sorrisos e brindes lhe davam a certeza de que seu pai, na verdade, tinha sorte de ter um filho tão dedicado. Com certeza... Não, com certeza ABSOLUTA ele conquistou todos os direitos de um filho ideal. Ah, que sorte do seu pai!
O pai de José foi dormir também. Mas feliz por aquela noite finalmente ter acabado."

Eu não quero entrar no mérito de explicar essa parábola, eu espero que o Espírito lhe traga a revelação de quantos cristãos e igrejas tem se comportado como José, agradando a todos menos o Pai.
E eu ainda vou mais longe, acredito que aqueles que querem agradar a todos acabam não agradando ninguém. Os seres humanos sempre estão em busca da sua auto-satisfação, e nessa busca desenfreada acabamos passando por cima até mesmo das diretrizes da palavra. Pra mim esse texto é uma exortação a todos nós, esteja você se identificando como José ou como os personagens da festa!!

Texto de um amigo querido que se intitulou C.H.S


O Evangelho das Boas Novas

"Porque não me envergonho do evangelho, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego." Rm 1:16

O Evangelho e somente o Evangelho, nada mais que o Evangelho!!

"Trazer a memória áquilo que lhe traz esperança"... Com certeza lembrar do Evangelho de Cristo é a maior prova disso, como precisamos lembrar disso. Cada dia mais os que se dizem cristãos tem vivido uma vida vazia de satisfação e confiança Nele, eu não os culpo, eu me identifico com cada um.
As mazelas do mundo em que vivemos, os sofrimentos que nos atingem, as dificuldades de nos manter santos, de viver em comunidade, de amar e ser amado.. enfim, são desafios que nos afastam de viver essa falada 'plenitude cristã'.
Começamos a nossa busca, um emprego, um companheiro (a), uma carreira, bons amigos, dinheiro, família estruturada, auto-estima, etc, etc, etc.. quanto mais buscamos mais temos a necessidade de que falta algo. O mundo procura por isso, essa mensagem é para Cristãos e não Cristãos. "O EVANGELHO É PODER DE DEUS!",  O Evangelho de Deus (1 Ts 1:8/ 1 Tm 1:11/ 2 Co 4:4) e o Evangelho da Salvação (Ef 1:13).
Cada dia mais tenho tido a experiência de voltar ao lugar da alegria quando sou simplesmente lembrada de quem eu era e quem Cristo me tornou... haaaahh como isso me traz esperança!!

Talvez estejamos vivendo um cristianismo doentio principalmente no Brasil pelo fato de nos esquecermos de pregar As Boas Novas. Precisamos pregar o Evangelho e não auto ajuda, o Evangelho e não bons costumes, o Evangelho e não psicologia, o Evangelho e não o amor e a graça barata, o Evangelho e não riquezas e recompensas, o Evangelho e não bons conselhos, o Evangelho uma cartilha de regras, nem mesmo quão grande deve ser a sua fé, mas o que o Evangelho fez e faz por você. 

"Porque primeiramente vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras, E que foi sepultado, e que ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras." 1 Co15:3,4

Quando Paulo pregava o evangelho ele sempre trazia a memória essas verdades, Cristo. 
Tenho insistido nesse assunto aqui no blog mas é que tenho identificado pregadores que pregam tudo menos As Boas Novas da Salvação, e isso gera Cristãos que se alegram com tudo, menos com As Boas Novas da Salvação. "Abandonaram a única fonte inesgotável e fizeram para si cisternas rotas" (Jr 2:13).

Termino esse post com um Clamor:
Ministros, tragam a memória a única coisa que pode realmente nos trazer esperança de um dia melhor: O Evangelho da salvação!
Irmãos, lembremos sempre do único tesouro que não pode nos ser roubado e nos alegremos Nele: O Evangelho da Salvação!

Com um coração ardente por mudança, mas cheio de gratidão por estar sempre sendo lembrada disso,
Jaqueline Graziela


Cristo é o Centro

Quando falamos em pregar a bíblia e o evangelho, conhecemo-os suficiente para oferecê-los aos outros??


Preste atenção nessa comparação:

Você sabia que em Londres os candidatos a motorista de Taxi passam aproximadamente 3 anos estudando para se tornarem um? Isso mesmo, se você vai a Londres, constantemente irá enxergar muitos motoristas acompanhados de algumas motos que os "fiscalizam". Eles passam todo esse tempo estudando a cidade, descobrindo cada caminho, seus pontos turísticos e perigos e os melhores e menores caminhos para ir de um ponto a outro. Depois desse tempo de preparação eles passam por um teste que consiste da seguinte forma: É dado dois pontos da cidade e durante um tempo eles precisam dizer quanto tempo leva de um ponto a outro, qual o melhor caminho e quais os pontos importantes nesse caminho, apenas 30% dos candidatos são aprovados.
O governo de Londres entende que se é papel de uma pessoa mostrar a cidade e conduzir pessoas ela tem que saber isso muito bem.

Mas você me pergunta, o que os taxistas de Londres têm a ver com a bíblia? 
Testemunhar o Evangelho é procurar o melhor caminho para chegar até o centro: Cristo

Quando Cristo subiu aos céus Ele nos deu uma missão:

"E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura." Marcos 16:15
Se a nossa missão é pregar o Evangelho devemos saber fazer isso muito bem.
Mas o problema é que não nos dedicamos nem um pouco perto dos candidatos a taxistas. O evangelho trata de Cristo (Rm 1:16), a bíblia trata de Cristo, o Pai apontou para Cristo (Mt 17;5), o fim da Lei é Cristo (Rm 10:4) e o Espírito Santo testifica de Dele (1 Jo 5:6). Mas muitas vezes nós 'entramos no carro, passamos muito tempo rodeando a cidade' e não chegamos ao destino final: Cristo!

Precisamos entender que o Centro da bíblia é Cristo,e com isso lembrar que o centro da nossa pregação e evangelismo deve ser Ele. Você já parou pra pensar que Jesus é revelado de Gênesis a Apocalipse?? 
Quantos cristãos continuam achando que a bíblia se trata de vários livros e que o velho testamente são livros de história e moral. Não! A bíblia tem uma história só: A redenção através de Cristo! Deus não mudou seu plano através da história, O Cordeiro foi morto antes da fundação do mundo (Ap 13:8) e é essa história que precisamos apresentar aos perdidos.
Por favor não continue pregando sobre você ou como a palavra nos ensina a ser pessoas melhores ou o que Deus quer que façamos (isso é importante, mas depois que entendermos o que Ele fez).

Apresente aos 'visitantes da cidade' o maior 'ponto turístico' e suas maravilhas: CRISTO!

"Em Gênesis Jesus é o Cordeiro no altar de Abraão

Em Êxodo é o cordeiro da Páscoa
Em Levítico ele é o sumo sacerdote
Em Números ele é a nuvem durante o dia e a coluna de fogo durante a noite
Em Deuteronômio ele é a cidade de nosso refúgio
Em Josué, ele é o tecido vermelho na janela de Raabe
Em Juízes ele é o nosso Juiz
Em Ruth ele é o nosso parente redentor
Em I e II Samuel ele é o nosso profeta confiável
Nos livros de Reis e Crônicas é o nosso soberano
Em Esdras ele é o nosso escriba fiel
Em Neemias é o reconstrutor de tudo que está destruído
Em Ester ele é Mordecai assentado fielmente no portão
Em Jô ele é o nosso redentor que vive para sempre
Em Salmos ele é o meu pastor e nada me faltará
Em Provérbios e Eclesiastes ele é nossa sabedoria 
Em Cantares ele é o belo noivo
Em Isaias ele é o servo sofredor
Em Jeremias e Lamentações Jesus é o profeta que chora
Em Ezequiel ele é o maravilhoso homem de quatro faces
Em Daniel ele é o quarto homem na fornalha
Em Oséias ele é o amor sempre fiel
Em Joel ele nos batiza com o Espírito Santo e com fogo
Em Amós ele leva nossos fardos 
Em Obadias nosso salvador
Em Jonas ele é o grande missionário que leva ao mundo a palavra de Deus 
Em Miquéias ele é o mensageiro dos pés formosos
Em Naum ele é o vingador 
Em Habacuque ele é a sentinela orando sempre pelo reavivamento
Em Sofonias ele é o Senhor poderoso para salvar
Em Ageu ele é o restaurador de nossa herança perdida
Em Zacarias é a nossa fonte
Em Malaquias ele é o filho da justiça com a cura em suas asas.
Em Mateus ele é o Cristo o filho do Deus vivo
Em Marcos ele é o operador de milagres
Em Lucas ele é o filho do homem
Em João ele é a porta pela qual todos devem passar
Em Atos é a luz brilhante que aparece a Saulo no caminho de Damasco
Em Romanos é a nossa justificação
Em Coríntios é nossa ressurreição e o que leva os nossos pecados
Em Gálatas ele nos redime da lei
Em Efésios ele é nossa riqueza insondável
Em Filipenses ele supre todas as nossas necessidades 
Em Colossenses ele é a plenitude do Deus encarnado
Em Tessalonicenses ele é o nosso Rei que virá
Em Timóteo ele é o nosso mediador entre Deus e os homens
Em Tito ele é nossa bendita esperança
Em Filemon ele é o amigo mais chegado que um irmão
Em Hebreus ele é o sangue do pacto eterno
Em Tiago ele é o Senhor que cura o doente
Em Pedro ele é o pastor principal
Nos livros de João é Jesus que tem a ternura do amor
Em Judas ele é o Senhor que vem com milhares de santos
E em Apocalipse, a igreja é conclamada a levantar os olhos, pois é chegada sua redenção
Jesus é o Rei dos reis e o Senhor dos senhores."

ALELUIA

Jaqueline Graziela
Texto baseado na palavra: Cristo no Centro

Os Desígnios do coração

Eu quero fazer as coisas certas. Eu quero fazer as coisas certas pelas razões certas. Na verdade, eu quero fazer as melhores coisas para as melhores razões, as coisas mais elevadas pelas mais elevadas razões. Às vezes eu sei que eu faço isso. Às vezes, eu sei que não faço. Na maioria das vezes eu não sei muito bem o que estou fazendo.

Muitas vezes eu não sei porque eu faço o que faço, pelo menos não as razões mais profundas. Eu vejo o desejo de glorificar a Deus, mas quando olho mais profundamente, eu também vejo o desejo de glorificar a mim mesmo. Ou às vezes vejo o desejo de ser conhecido, percebido ou notado publicamente, mas analisando mais profundamente, vejo um desejo genuíno de agradar a Deus também. O coração humano é complicado e dissimulado. Muitas vezes irritante.

Não é complicado para Deus, é claro. “Todo caminho do homem é reto aos seus próprios olhos, mas o SENHOR sonda os corações”. O Senhor vê não só o que faço, mas porque eu faço. Ele não fica nem um pouco confuso em relação a isso. O provérbio é verdadeiro, é claro, mas como acontece com todos os provérbios, sua aplicabilidade não é universal. Por vezes o caminho deste homem não é reto aos seus próprios olhos, e às vezes o caminho é opaco. Há tantas vezes que eu simplesmente não sei por que faço o que faço. É para mim ou é para Deus? Quanto é para mim e quanto é para Deus?

Às vezes eu falo isso com Deus. “Tu dizes para fazer isso, então eu vou fazê-lo. Mas tu também dizes para fazê-lo altruisticamente e discretamente, e eu não acho que os meus motivos aqui são completamente puros. Acho que quero ser notado e apreciado por fazê-lo . Então eu só vou em frente e farei, porque eu acredito que tu assim desejas e eu acredito que é o certo a se fazer. E eu vou confiar em ti para usá-lo para o bem. E eu vou pedir-te que me perdoe agora mesmo por qualquer parte de mim deseja ser glorificado por isso”.

Eu acredito que essa é uma oração que Deus ouve e atenta. Eu preciso acreditar nisso. E eu preciso acreditar que Deus se agrada, até se regozija, na parte de mim que, qual seja o seu tamanho, genuinamente quer passar despercebido para que ele possa ser visto, conhecido e glorificado.

Pois quem me julga é o Senhor. Portanto, nada julgueis antes do tempo, até que venha o Senhor, o qual não somente trará à plena luz as coisas ocultas das trevas, mas também manifestará os desígnios dos corações; e, então, cada um receberá o seu louvor da parte de Deus (1 Coríntios 4.4-5).


Por: TIM CHALLIES
FONTE: Iprodigo

Quando não desejo Deus

    Mais uma vez indicação de livro aqui no blog. Não só indicação mas compartilhar trechos de um livro que tem me marcado tanto nesses últimos dias. "Quando eu não desejo Deus" de John Piper é um livro espetacular, o título parece estranho e parece referente a pessoas que estão distantes de Deus, mas ele é muito mais profundo do que isso. Como alguns já conhecem, Piper escreve sobre o Hedonismo Cristão e como ter prazer em Deus e somente em Deus encontrar a fonte de prazer. Então esse livro é uma exposição da necessidade de nos alegrarmos Nele, ele mostra que isso é uma ordem pra nós, mas uma ordem necessária pra nossa sobrevivência, da importância de viver isso, de olharmos pra Cristo somente, da palavra, da oração, da disciplina e da luta contra o mundo. 
    Então é um livro que eu tenho marcado 95% das páginas, com isso eu queria compartilhar tanta coisa dele aqui. Mas pra não ficar cansativo tentei escrever um pequeno trecho.. então qual seria?!?
   
  Ok, eu optei sobre um assunto que já tenho falado entre amigos e até mesmo aqui no blog mas que pra mim é tão importante e vejo tão pouco ao meu redor: "O poder libertador da palavra é o poder da alegria prometida" . Em uma época em que muitas das pregações são humanistas e antropocêntricas e voltadas somente pra o que "podemos ou não podemos", "devemos ou não devemos" ou o que "somos ou deveríamos ser", gastamos tantas pregações e canções voltadas pra nossa luta contra o pecado e a favor da santidade, o autor nos relembra mais uma vez que essa luta não é só nossa, ela tem uma arma que sem ela não poderemos: A Palavra!!
    Agora deixo as palavras do mestre John Piper para ser a mensagem completa:

"Jesus nos libertaria das ilusões mortais da satisfação mundana. E ele faria isso por meio da verdade da sua Palavra. 'Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" (Jo 8:32). Então como a verdade da Palavra nos funda, mais forte, mais doce e mais duradoura do que qualquer outra coisa que Satanás ou o mundo oferece?
Alguns cristãos tomam o rumo do estoicismo na luta contra a sensualidade. Isso não funciona porque o poder do pecado deriva de sua promessa de prazer, e deve ser derrotado com a promessa (comprada por sangue) do prazer superior em Deus, não com a simples força de vontade humana."

"Foi isso que Edwards quis dizer quando afirmou: 'Agora lutaremos contra eles com as suas próprias armas'. O poder do pecado é a promessa dos desejos ilusórios? Vamos combater as promessas com promessas! Vá em frente, pecado, mostre suas melhores promessas! Vamos combater as suas promessas com as de Deus. Nada- nada no mundo- pode superar o valor, a profundidade, a altura e a durabilidade do prazer que Deus promete. "Bem aventurados [felizes] os puros de coração, porque verão a Deus" (Mt 5:8). "Fartam-se da abundância da tua casa, e na plenitude de alegria, na tua destra, delícias perpetuamente" (Sl 16:11). "Mais alegria me puseste no coração do que a alegria deles, quando lhe há fartura de cereal e de vinho"(Sl 4:7). "Regozijai-vos naquele dia exultai, porque grande é o vosso galardão no céu"(Lc 6:23). Nada supera a alegria prometida por Deus.
A batalha pela alegria é a luta para ver Cristo e crer nele como alguém mais desejado do que as promessas do pecado. Essa fé e essa visão vêm pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Cristo. Contemplamos a Palavra, refletimos nela, e imploramos a Deus que abra os olhos do nosso coração para vermos as superiores glórias de Alegria."

Jaqueline Graziela


Solitude

"Momentos de silêncio assim

Ninguém por perto

Mas uma voz dentro de mim

Me diz que eu não estou só..."


    Então, mais uma vez eu usando música para me descrever. às vezes estamos tão cheios de justificação que as palavras brotam, não só de justificação mas de razão, de emoções, de certezas, de palavras.. palavras. palavras..
    Mas algumas vezes essas palavras faltam, e pra mim nesses momentos uma boa música consegue me descrever. Essa descreve a um lugar solitário, não sozinha porque sinto Ele bem perto, mas em solitude... quando parece que ninguém lhe entender e qualquer palavra pode te machucar, ou até mesmo qualquer palavra sua poderá machucar alguém, então é melhor ficar com o único que lhe entende, que mesmo quando repreende é com um amor que constrange.
    O que eu realmente queria descrever é uma necessidade de "Nesse tempo o meu pensamento  ficar ligado com a vontade do pai, E te entender mais me faz querer mais a cada dia...". Aquele desejo de parar pra ver se o caminho certo está sendo seguido, se a pessoa certa está sendo construída e o que fazer com tudo que está acontecendo. 
    Minha saída tem sido parar, parar e esperar Ele acalmar a tempestade, se eu estou certa?? Não sei, só sei que parece mais seguro até uma ordem contrária, mas que eu espero ansiosamente que essa ordem soe nos meus ouvidos!

A tal da Graça..

     Quando falamos em Graça hoje em dia somos constantemente mal interpretados, tem sido uma palavra tão usada e tantas vezes usada em contextos tão diferentes do que a bíblia a descreve.
     Resumidamente Graça pode ser entendida como "favor imerecido", desde o antigo testamento, mesmo alguns dizendo que Deus não concedia graças naquele tempo, ela se revela em diversos relatos que afirmam que alguém "achou graça" (Gn 6:8) perante Deus. No novo testamento a Graça vai muito além disso, ela não é só um meio de não ter a ira de Deus sobre nós como muitos usam-a, mas ela é a ferramenta que Deus nos concede para sermos justificados e habilitados para alcançar a coroa incorruptível. (Gl 1:15; Ef 2:8; Rm 3;24; 1Co 15:10; 2Co 12:9).
     O nosso maior erro hoje em dia é usar a "Graça" como desculpa para fazermos coisas erradas, frequentemente costumamos ouvir: "Deus é gracioso pois está facilitando algumas coisas pra mim.." "A Graça de Deus está me fazendo escapar de algumas coisas", isso está bem distante da Graça de Deus. Observe essa afirmação de Paulo:

"Mas pela graça de Deus sou o que sou; e a sua graça para comigo não foi vã, antes trabalhei muito mais do que todos eles; todavia não eu, mas a graça de Deus, que está comigo."
1Co 15:10


   Paulo contrasta com todos nós quando diz que a Graça o tornou alguém melhor. Sim, ele sabia que somente por ela ele era salvo e somente Ele eliminava a ira da Deus sobre isso, mas ele não se conformou com isso, ele usou a Graça de Deus para ir mais longe, pois também tinha conhecimento que sem ela nunca alcançaria o propósito de vida Santa que o Senhor tinha pra ele. Paulo atribui toda a sua consistência a fidelidade e a graça de Deus. 
    A Graça vem pela santidade e pureza de Cristo. A Graça é muito mais do que bondade e pureza para conosco, ela é dinâmica, é Deus agindo para o nosso bem. Paulo sabia que somente através dele poderia cumprir as responsabilidades de ser um homem de Deus, era ela ativa na sua vida.
     Assim como Paulo devemos entender que sem essa Graça não podemos ser cristãos. Sim, ela retira de nós a condenação da culpa, mas além disso ela nos capacita a caminhar, a fazer o que devemos fazer, ela é crédito, é favor, é ação e deve gerar frutos para a eternidade.


Jaqueline Graziela
(baseado no livro de John Piper e Justin Taylor- FIRMES)

Precisamos do Conhecimento de Deus

"Se há uma coisa que a pregação evangélica tem feito, é diminuído a visão de Deus, e aumentado a visão do homem de si mesmo. Você não vai transformar o Brasil, ou a igreja no Brasil se você ensinar princípios pequenos de ministérios. AS PESSOAS PRECISAM SABER QUEM DEUS É!" 

     Essa semana Tenho meditado muito sobre o conhecimento de Deus e da diferença de vivermos olhando para Ele ou para nós mesmos, duas palavras de Paul Washer da ultima Conferência Fiel corroboraram totalmente para a construção dessa verdade: PRECISAMOS DO CONHECIMENTO DE DEUS!

     E eu não estou falando só sobre Teologia. Estou falando dos atributos de Deus revelado na Sua palavra. Tanto nós como filhos como a igreja como Noiva precisa Conhecê-LO. O problema é que nosso evangelicalismo tem focado só em nós mesmos. Quantas vezes no ano de 2012 você ouviu alguma pregação sobre Os Atributos de Deus?? Se é que você alguma vez já ouviu porque em um culto normal acredito que nunca ouvi. Temos falado sobre NOSSOS pecados, NOSSOS problemas, NOSSAS dificuldades, quanto Ele NOS ama, quanto NÓS precismos melhorar e etc.. mas temos falado pouco ou nada DELE!
     O que ELE ama, o que ELE odeia, como ELE se comporta!!
     Talvez esteja aí a raiz da nossa perdição. Não vivemos o propósito de Deus pra nós porque não o conhecemos, estamos muito mais preocupados em explicá-Lo qual os nossos propósitos para nós mesmo afim de convencê-Lo a realizá-los. Parece que única parte dos nossos cultos que não são convertidas é o próprio Deus, então passamos todo o culto tentando convencê-lo do nosso "plano perfeito". 
     
     Não conhecer a Deus distorce nosso entendimento de:

- Pecado: não é uma coisa feia que nos deixa mais sujos, é uma afronta a Santidade Dele, porém só entenderemos isso quando entendermos quão Santo ELE É!
- Salvação: Não é algo que eu procuro para ter uma vida melhor aqui na terra, foi algo que ELE fez pela infinita graça para nos livrarmos da condenação eterna.
- Graça; Não merecemos nem no começo, nem no meio nem no fim da salvação, remete somente à Sua Misericórdia e Amor.
- Santidade: Não é um termo de barganha para termos mais Dele, é a retribuição de alguém que não teve peado mas se fez pecado por nós, para que pudéssemos viver na Santidade Dele.
- Justificação: Nunca seremos por nós mesmos, mas tivemos o direito de sermos o justificados através da vida Santa de Cristo.
- Frutos: Não é algo que teremos quando nos esforçarmos, mas é algo que daremos naturalmente quando estivermos Nele. (Jo 15:4)

     Mas eu não quero colocar culpa só nas pregações e nos pastores. Quantos de nós mesmos temos investido tempo nisso? Até mesmo quando se conversa sobre Deus é sempre citando o que Ele me deu de bom ou que Ele permitiu de ruim que acontecesse, gastamos grande parte do nosso tempo tentando explicá-Lo através da nossa lente limitada ao invés de nos preocuparmos em conhecer quem ELE REALMENTE É!
    Minha oração nesta tarde é que eu possa deixar de olhar para mim mesmo e para um Deus pregado por tantos que me trouxe a terra para me satisfazer, mas que eu comece a olhar para um Deus muito maior e Eterno que criou a mim e toda a criação para GLORIFICÁ-LO!!
QUE VOCÊ TAMBÉM PENSE SOBRE ISSO.

"O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; e, visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos.

Oséias 4:6
"Portanto nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus."
Hebreus 12:1-2

Jaqueline Graziela

Eu acredito

     Há alguns dias estou maravilhada com as Canções do novo CD de Leonardo Gonçalves. Canções que falam da glória de Deus e da Fé e Esperança de um futuro com Ele na Eternidade de uma forma que pouco tem se cantado no meio cristão. Dentre tantas que me impactaram hoje eu queria compartilhar aqui uma que pra mim é quase um tratado de Fé. Sim, acho que ela resume o evangelho, a nossa Fé e esperança em um Deus que nos Salva, Justifica, Sustenta, Santifica e nos Ama!! Aleluiaa!!

A frase que mais me emociona??
"..um Deus que me sustenta e me mantém, sabendo que eu sou e quem eu falho em ser.."


Eu Acredito

Eu acredito em um Deus e Criador
Eu acredito em um Cristo Sofredor
Acredito em que Ele me ama mais do que posso merecer
Morreu pra dar a Vida ao que crer
Eu acredito na Completa Redenção
Eu acredito na Divina Intervenção
Acredito que há mais pra ver do que eu posso enxergar
Descanso na Promessa ao esperar
Eu não me envergonho de um Deus que me sustenta e me mantem
Sabendo quem eu sou e quem eu falho em ser
Declarado justo pelo Seu poder
Escolho crer, Senhor e Rei, escolho crer
Eu acredito na Esperança do amanhã
Eu acredito no poder da oração
Acredito que Sua lei está dentro do meu coração
Guiando meu caminho e visão
Um dia eu verei a Mão em que confio
Recebo novas vestes, sou chamado filho
Senhor e Rei
Senhor e Rei
Senhor e Rei
Escolho crer

Uma Oração de Ano Novo

"Deus amado e Senhor das eras,
É diante do ano que está se pondo, diante dos dias vindouros, e diante de Ti que oramos.
Louvado e engrandecido sejas ó Pai, por ter criado o mundo em dias.
Por Tua sabedoria, o mundo pode ser dividido, equacionado e agrupado, formando meses, anos e eras. Por Tua sabedoria temos a esperança oriunda do simples e passar de horas que transforma um ano em outro.
Por Tua sabedoria só precisamos acumular as cargas de 365 dias por vez.
Por Tua sabedoria encontramos em algo tão simples o descanso que está em naturalmente entender que o tempo passa, e o que passou, passou.

Ó bondoso Rei, agradecemos continuamente por todas as bençãos que recebemos até aqui, e reconhecemos que Tu És o Sumo Doador do bem.
Agradecemos por todas as adversidades que pusestes sobre nós, conscientes que elas fazem bem a nossa alma.
E que teus presentes não tomem o lugar que é Teu em nossos corações, e que a Tua vara não nos fala duvidar da bondade do Pastor de nossas almas.
Onisciente sabedor de tudo, clamamos a Ti por dias melhores.
Todos vemos o que aconteceu, todos observamos o que acontece, mas só Tu estás diante do futuro.
Soberano e sublime legislador que encontremos Tua mão de misericórdia estendida sobre nós, que encontremos graça e salvação das nossas almas, que encontremos sempre o bem diante de nossos olhos, e que Tu nos use como agentes de misericórdia, salvação e bondade.
Que onde houver trevas, que sejamos agentes de Tua Luz.
Que ao invés de esperar por anos melhores, que os anos possam sorrir ao encontrar que os espera.

Deus onipotente, com fé, oramos por aquilo que é improvável:
Que a política da nossa nação seja a completa manifestação da Tua justiça, que o entretenimento da nossa nação seja a manifestação da Tua felicidade, que as mídias da nossa nação sejam moldadas por uma cosmovisão santificada, que a arte, a educação, a família, o lazer, as leis e cada ponto de nossa sociedade reflitam a presença de um povo que salga e ilumina, não sendo do mundo mas estando efetivamente nele.

Que a igreja restaure o seu sabor.
Que os falsos mestres se arrependam.
Que os mercenários sumam.
Que o show acabe, que volte o louvor.
Oh Grande e Onipresente, dá-nos Santidade,
Que nossa vida de oração seja transformada.
Que a nossa luta contra o pecado vá as ultimas consequências.
Que nosso estudo teológico seja constante e profundo.
Que nossa pregação seja clara e eficaz.
Que o nosso evangelismo seja diário, cristocêntrico.
Que o nosso Jejum não seja pra engrandecimento próprio.
Que nossa meditação seja a tempo e a fora de tempo.
Que nossos louvores engrandeçam o Teu nome, e não o nosso.

E que acima de tudo Ó Grande Salvador, que a Glória de Cristo seja espalhada entre as nações.
Que os homens se arrependam dos seus pecados através da pregação da palavra, e da palavra SOMENTE, sendo salvos pela Fé, e pela Fé SOMENTE, na pessoa de Cristo e de Cristo SOMENTE, pela Graça, e pela Graça SOMENTE, para Glória de Deus, e de Deus SOMENTE.

Dá-nos um ano vivido diante de Tua face, e que diante de todos os fogos e gritos e abraços não esqueçamos que cada ano a mais é um ano a menos para Tua vinda e nossa entrada definitiva na Eternidade.

Amém.
Feliz 2013, Depois de Cristo!

Oração feita por Yago Martins do Blog Voltemos ao Evangelho
Disponível em vídeo no YouTube: Uma Oração de Ano Novo