Ocorreu um erro neste gadget

Há Esperança


O que esperamos de um novo ano? A maioria de nós espera sempre o melhor, mas isso tem se tornado cada dia mais raro.
Nossos dias têm sido marcados por acidentes, desastres, violência, falta de respeito e amor ao próximo... Falta de valores! Ter esperança tem sido sinônimo de ser utópico, acreditar no impossível, coisa de sonhadores. Mas sem ela, em que acreditar? Sem a fé que nos agarra na possibilidade de dias melhores como sobreviver?

Mais um ano se inicia, e o melhor presente que nós temos a lhe oferecer hoje é a Esperança. Uma palavra simples, que traduz um sentimento que poderia ser tratado como uma âncora, nos impedindo de naufragar em um mar de desespero.
Em um gesto de respeito, no cuidado de um órfão, no resgate de acidentados ou em uma demonstração de carinho... SIM, Há Esperança! Há Esperança se acreditarmos que nós somos responsáveis por muitos desses atos, que “gentileza gera gentileza” e que “amar ao próximo como a si mesmo” é um mandamento eficiente nessa conquista.

Há esperança principalmente quando acreditamos que nossa vida não se resume ao que vemos, que independente das mazelas deste século existe um Deus que enviou o seu filho para morrer por nós um dia, e que essa morte nos trouxe a maior de todas as Esperanças: a Vida Eterna!

Este ano eu te convido a acreditar, ainda que seja impossível ver, isso se chama: Esperança!


“Mas, esperança que se vê não é esperança. Quem espera por aquilo que está vendo? Mas se esperamos o que ainda não vemos, aguardamo-lo pacientemente.”
Rm 8:24,25
Jaqueline Graziela

0 comentários:

Postar um comentário