Ocorreu um erro neste gadget

Vontade do Pai

"A tua luz acendeu meu coração,
E eu pude ver em meio a escuridão.
Tua presença, tua misericórdia graça e amor,
Me levantaram outra vez, me deram força. E prosseguirei...
Irei contigo, onde quer que fores meu Senhor.
O teu chamado, seguirei na alegria ou na dor,
e toda vez que eu chorar, ou quiser desanimar o teu espírito me consolará!!
Se é na fraqueza do meu ser, que manifestas teu poder, Eis-me aqui preciso de TI!"

Tentem me entender se este post ficar um pouco confuso pois são tantas coisas que passam na minha cabeça que é difícil estabelecar uma ordem.
Pq essa música??? Pq fala de louvarmos o Senhor mesmo nas angústias e qd nossa vontade é desistir.
É tão fácil agradecê-lo pelas bençãos pedidas, mas como é dificil reconhecer que a sua sabedoria é Suprema qd recebemos um NÃO.
"Deus nos nega o que queremos para dar-nos o que precisamos"
Mas não é Fácil, uma criança sabe que seu PAI tem o melhor pra ela mas qd Ele não atende seus pedidos ela se sente DESCONSOLADA, e Chora e esperneia...
É assim que nos tratamos com relação a ELE, acho que temos sim o direito de pedir, de clamar e até de chorar... mas devemos entender a SUA VONTADE!!! Na oração como o seu próprio filho nos ensinou:
"E, tendo ido um pouco mais adiante, prostrou-se em terra; e orou para que, se fosse possível, passasse dele aquela hora. E disse: Aba, Pai, todas as coisas te são possíveis; afasta de mim este cálice; não seja, porém, o que eu quero, mas o que tu queres."

É muito difícil aceitar um NÃO, mas DEUS não quer que o amemos pelo que ELE nos dá, pois ELE pode nos dar TUDO, mas assim quem estaria sendo o SENHOR nessa relação?!??
Precisamos aceitar a sua vontade, mesmo quando é diferente da nossa; é DIFICIL, mas Ele nos ensina e nos consola... e o melhor que tem na vida é ser consolado pelo seu Espírito. Crescer na intimidade e mesmo no meio da tempestade saber que ele estar na proa do barco, e o melhor de tudo: Elevar os olhos e dizer:

"Senhor, ainda assim eu continuo te amando!"



by Jaque

0 comentários:

Postar um comentário