Ocorreu um erro neste gadget

Vivendo o Evangelho e Seguindo a Jesus

     Parando e pensando sobre o Evangelho e de como ele deve impactar as vidas das pessoas. Pensando nos "evangelhos" que tem sido mas que não tem poder para dar uma nova vida aos salvos.
     Não, esse não é mais um post para falar dos falsos evangelhos. Esse é um texto para falar do verdadeiro, e do quanto ele é prático, se não for, não é o evangelho de Jesus. O próprio Cristo nos disse "se não nascer de novo não pode ver o reino de Deus " (Jo 3:3). Ter uma nova vida é viver com o próprio Cristo em nós, o verdadeiro evangelho é aquele que nos liberta e ao mesmo tempo nos prende.
   Sim, ele deve nos livrar do pecado de uma vez (Gl 5:1), da religiosidade da lei (Rm 7:6), da auto- justificação e de todas as regras que dizem que precisamos fazer para ser aceitos. O evangelho de Cristo tem uma carta de alforria chamada GRAÇA, e nela garantimos toda uma herança com o Pai, entendendo que Ele nos ama desde antes da fundação do mundo (Jo 17:24/ Ef 1:4/ Mt 25:34) e nada que eu faça mudará isso.
     Mas ao mesmo tempo o evangelho nos prende, nos faz nos tornar escravos mas desta vez por opção e por amor (1 Co 7:22), nos faz ser servos do Senhor e do próximo, sabendo que existe um dom maior a ser alcançado (1 Co 13) e que por ele vale a pena abrir mão da nossa própria vontade e dos nossos próprios direitos (Rm 14:13).
     O Evangelho não é apenas um livro, não são apenas sermões, não é auto-ajuda nem muito menos auto-flagelação, mas é o entendimento que o próprio Cristo é o evangelho, e assim como Deus veio viver a vida dos homens nós devemos abrir mão da nossa para viver a vida de Deus que se deu ao próximo.

Deus é o evangelho, e é Ele que eu sigo..

Jaqueline Graziela