Ocorreu um erro neste gadget

Igreja perseguida... ORE

Algumas imagens valem mais que mil palavras..

Essa é uma que dispensa explicações. Chocante?? Exagero?? Quantos porcentos dos Cristãos que você conhece já ouviu falar na Igreja Perseguida? E quantos deles oram por ela???


Eu não acho exagero da imagem.. é a realidade.

Faça a sua parte. Conheça, interceda!!




Saiba mais sobre os Cristãos perseguidos.


Jaqueline Graziela

Eu não sou cristão, mas vou a sua igreja esse domingo.

"OK, eu não sou cristão, mas eu finalmente tomei a decisão de vir à sua igreja este domingo. Embora não espere muito de mim. Se algum programa aparecer talvez eu não vá, mas agora eu estou planejando isso.Eu sinto que tenho que ir, mas não sei o porquê. Eu quero te dizer algumas coisas sobre mim antes de você me conhecer.

1. Eu não estou indo para entender frases ou linguagem religiosa então tenha consciência disso quando nos falarmos. Eu não entendo frases como “morto no espírito”, “Deus está movendo em mim”, “coberto pelo sangue”, “eu preciso morrer para mim mesmo”, “você deve estar de acordo com a Palavra”, “o que você precisa é uma nova vida”, etc. Se nós tivermos uma conversa cheia de discurso religioso, eu provavelmente não entenderei metade das palavras… e talvez acharei você um pouco louco.

2. Quando você me perguntar como estou, saiba que eu não confio em você. Eu provavelmente mentirei e direi que estou bem. Não é que não quero te contar; é só que eu senti muita dor e não estou seguro se já confio em você. Que tal você contar a sua história primeiro? Se eu gostar de você e sentir que não está tentando capturar a minha alma ou algo assim, eu te conto a minha história.
3.Eu tenho uma linguagem muito grosseira e eu posso me tornar amargo e irritado com algumas coisas. Se eu sentir em você uma mentalidade de superioridade, eu estou fora. Se você só estiver esperando a sua vez para falar ao invés de me ouvir verdadeiramente, eu não vou me interessar. Não espere que eu seja como você.
4.Não comece a me apresentar para todos que você conheça. Eu entendo algumas pessoas, mas por favor; não crie uma linha de boas-vindas. Eu já estou lá para conferir; Eu preciso de um pouco de espaço.
5. Eu estarei procurando por interesses genuínos em mim. Eu não quero me sentir como o seu projeto de salvação pessoal ou ser uma marca “eu salvei alguém” em seu cinto. Se este Jesus é quem você fala que é, então estou procurando vê-lo em você. É assim que funciona, certo?
6.Eu vou ter dúvidas. Eu preciso da verdade, não das suas preferência ou da sua religião, portanto você pode me contar somente o que Bíblia diz?
7.Eu preciso me sentir bem-vindo. Há um tempo limite ou algo na minha visita antes que que eu me sinta indesejável?) Quer dizer, eu fui a outras igrejas e nelas parecia que havia uma pressão em mim para que eu fizesse a minha cabeça ou algo assim. O quanto vai demorar até que eu não me sinta mais bem vindo?

Obrigado por me ouvir. Eu tenho quase certeza que vou neste domingo. Mas talvez eu não vá."




Extraído do site iprodigo

Autor:Thomas Weaver

Proibida a Entrada de Pessoas Perfeitas

Voltando aos comentários de livros. Para não ficar muito tempo sem atualizar e como não tenho tido muito tempo de criar textos novos, mas ao contrário tenho lido muita coisa boa e vou seguindo com um espaço de indicação do que tenho lido de bom.

Como já tinha dito antes só vem pra cá os "acima da média", e esse não foi diferente, pelo contrário, ele ficou bem acima da média e acima dos melhores.


PROIBIDA A ENTRADA DE PESSOAS PERFEITAS

Um chamado para a tolerância na igreja



Escrito para pastores, líderes e todos os interessados em ampliar o impacto exercido pela Igreja, Proibida a entrada de pessoas perfeitas mostra como criar a cultura do tipo "venha como você está", auxiliando na difícil tarefa de construir uma ponte sobre o abismo existente entre a igreja e o mundo pós-moderno.

O livro é totalmente Completo, começa abordando como se conportava a igreja de Corinto para fazer um paralelo com a realidade de uma américa pós-moderna. O Escritor preenche todo o livro com histórias reais da sua igreja a Gateway em Austin, essas histórias dão uma base totalmente real para nos aproximarmos cada vez mais das necessidades dos não cristãos e para entendermos os desafios de contruir uma fé solida nos dias de hoje.

O livro é dividido também por culturas a serem conquistadas por um líder para que o perdido se sinta aceito e livre pra entender quem é Cristo, ele nos confronta a criar cultura contra o medo, a hipocrisia, o legalismo, o homossexualismo, o liberalismo dentre outros... No final de cada capítulo existe perguntas para refletirmos sobre esses assuntos e perguntas para debate e confrontação em pequenos grupos.

Realmente é um livro de Confrontação, não adianta somente ler e entender como temos sido indiferentes a realidade e a necessidade da sociedade e escolhermos ficar do mesmo jeito. Posso dizer que tirei muitas lições e que estou tentando por em prática.


Tente você também!!




Boa Leitura