Ocorreu um erro neste gadget

Os Seus Sonhos e a Causa de Deus

Qual a diferença de Sonho e causa?!?
Você já parou pra pensar nisso?
Os sonhos é algo pessoal, já uma causa envolve mais pessoas, pode ser algo comunitário.
Todos nós temos sonhos, mas será que temos uma causa? O apóstolo Paulo tinha uma causa:

"E, demorando-nos ali por muitos dias, chegou da Judéia um profeta, por nome Ágabo;
E, vindo ter conosco, tomou a cinta de Paulo, e ligando-se os seus próprios pés e mãos, disse: Isto diz o Espírito Santo: Assim ligarão os judeus em Jerusalém o homem de quem é esta cinta, e o entregarão nas mãos dos gentios.
E, ouvindo nós isto, rogamos-lhe, tanto nós como os que eram daquele lugar, que não subisse a Jerusalém.
Mas Paulo respondeu: Que fazeis vós, chorando e magoando-me o coração? Porque eu estou pronto não só a ser ligado, mas ainda a morrer em Jerusalém pelo nome do Senhor Jesus. "
Atos 21:10-13

Quando temos uma causa não só vivemos por elas como estamos dispostos a morrer por ela.
Deus tem um propósito especial para cada um de nós, mas se os nossos sonhos não se encacharem com o propósito Dele eles poderão ser frustrados, pois Deus tem compromisso com a sua causa! 
A causa principal de Deus é que o mundo seja alcançado e que vidas sejam salvas, Paulo entendeu isso e colocou sua vida debaixo de uma causa muito maior! Quem tem uma causa faz tudo em função dela, finanças e planos, e abre mão de tudo por amor à ela. 
Você esta disposto a abraçar a causa de Cristo?!?
Em vão será uma vida gasta para os nossos sonhos, neles não há garantia e eles são passageiros, mas quando adotamos a causa de Jesus temos a garantia da vitória e sabemos que são frutos para eternidade!
Devemos pedir a Deus o desejo de Paulo de ganhar o mundo, só teremos esse desejo quando amarmos a Deus verdadeiramente.
A maioria de nós não amamos a Deus quando nos convertemos, quase em totalidade nos aproximamos Dele para realizar desejos próprios, quer seja desejos emocionais, materiais ou pelo simples fato de fugir da ira de Deus. O nosso amor por Deus surge a medida que O conhecemos. O problema de muitos cristãos não abraçarem a causa missionária é que eles não amam a Deus verdadeiramente, e eles não amam a Deus porque não conhecessem a Sua essência.
Amar a Deus não é cantar canções ou recitar poemas, amar a Deus é cumprir seu mandamento (IDE: Mc 16:15; Lc 24:46-48; Jo 20:21; At 1:8). Somente quando amarmos a Deus de todo o nosso coração poderemos dizer como Paulo:


"Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim, se não anunciar o evangelho!"

1 Coríntios 9:16


Sim, Paulo reconhecia que sua vida era para ser vivida para Deus (2 Co 5:15) e é nesse exemplo que ele manda nos inspirarmos, devemos pregar o evangelho onde andarmos e além disso enviar sustento as pessoas que poderão levar o evangelho onde não podemos ir. 
Deus nos manda ir para as nações, se não podemos cumprir isso diretamente devemos ir através de oração e de investimento. Quanto das suas orações são destinadas para os missionários espalhados pelo mundo?? E quanto das suas finanças são destinadas a missões??
Lhe convido a pensar nisso, a entender que essa é a causa principal do nosso Deus, e lhe confrontar do quanto você tem se envolvido com ela, quanto do que Ele lhe dá você usa como gasto para cumprir o chamado Dele?? 
Que nós aprendamos a pensar como Jhon Wesley:

"Julgo todas as coisas pelo peso e pelo valor que terão na eternidade."


Para encerrar um vídeo para refletirmos no dia que prestaremos conta ao Pai, que não sejamos nós nos arrependendo do quanto mais poderíamos ter feito e investido.

Jaqueline Graziela
Baseado na Palavra do Ptr. Sérgio Ribeiro na Igreja do Nazareno em Natal no dia 24/08/2012



Um Desafio as Mulheres


    

     Li este texto hoje pela manhã e achei um maravilhoso texto para reproduzir aqui. Como não posto somente textos meus mas minhas intenção é edificar e alimentar de um bom conteúdo os que me seguem acredito que esse texto fará isso com grande parte dos leitores, mais exclusivamente leitoras.
     O sábio e abençoado pastor John Piper traz dicas para as mulheres de como ser mulheres piedosas a luz da bíblia, acredito que são pilares maravilhosos..

Vale a pena:
"1- Que tudo da sua vida - em qualquer esfera - seja devotado à glória de Deus. 


2- Que as promessas de Cristo sejam confiadas tão plenamente que paz, alegria e força encham sua alma a ponto de transbordar. 


3- Que essa plenitude de Deus abunde em atos diários de amor, de forma que as pessoas possam ver suas boas obras e glorificar ao seu Pai no céu. 


4- Que vocês sejam mulheres do Livro, que amem, estudem e obedeçam a Bíblia em cada área do seu ensino. Que a meditação sobre a verdade bíblica possa ser a fonte de esperança e fé. E que vocês continuem a crescer em entendimento através de todos os capítulos de sua vida, nunca pensando que o estudo e o crescimento são apenas para os outros. 


5- Que vocês sejam mulheres de oração, de forma que a Palavra de Deus se abra para vocês; e o poder da fé e santidade desça sobre vocês; e sua influência espiritual crescerá no lar, na igreja e no mundo.
6- Que vocês sejam mulheres que tenham uma profunda compreensão da graça soberana de Deus, fortalecendo todo esse processo espiritual; que sejam pensadoras profundas sobre as doutrinas da graça, e amantes e crentes profundos dessas coisas. 


7- Que vocês sejam totalmente comprometidas ao ministério, seja qual for o seu papel específico, que não desperdicem o seu tempo em revistas de senhoras ou hobbies inúteis, assim como seus maridos não deveriam desperdiçar o tempo deles em esportes excessivos ou coisas sem propósito na garagem. Que você redima o tempo para Cristo e seu reino. 


8- Que vocês, se solteiras, explorem seu solteirismo para a plena devoção a Cristo e não sejam paralisadas pelo desejo de se casar. 


9- Que vocês, se casadas, apoiem a liderança do seu marido de maneira criativa, inteligente e sincera, tão profundamente como uma obediência a Cristo permitir; que vocês o encorajem em seu papel designado por Deus como o cabeça; que vocês o influenciem espiritualmente primariamente através da sua tranquilidade destemida, santidade e oração. 


10- Que vocês, se tiverem filhos, aceitem a responsabilidade com o seu marido (ou sozinhas, se necessário) de criar os filhos que esperam no triunfo de Deus, compartilhando com ele o ensino e a disciplina das crianças, e dando aos filhos aquele toque e cuidado protetor especial que vocês são unicamente capacitadas para dar. 


11- Que vocês não assumam que o emprego secular é um desafio maior ou um melhor uso da sua vida que as oportunidades incontáveis de serviço e testemunho no lar, na vizinhança, comunidade, igreja e no mundo. Que não proponham somente a pergunta: Carreira vs. Mãe em tempo integral? Mas que perguntem tão seriamente: Carreira em tempo integral vs. Liberdade para o ministério? 

Que vocês perguntem: O que seria maior para o Reino - ser empregado de alguém que lhe diga o que você deve fazer para seu negócio prosperar, ou ser um agente livre de Deus, sonhando o seu próprio sonho sobre como seu tempo, seu lar e sua criatividade poderiam fazer o negócio de Deus prosperar? E que em tudo isso você faz suas escolhas não sobre a base de tendências seculares ou expectativas de estilo de vida, mas sobre a base do que fortalecerá a sua família e promoverá a causa de Cristo. 

12- Que vocês parem e (com seus maridos, se forem casadas) planejem as várias formas da sua vida ministerial em capítulos. Os capítulos são divididos por várias coisas - idade, força, solteirismo, casamento, escolha de emprego, crianças no lar, crianças na escola, netos, aposentadoria, etc. Nenhum capítulo é tudo alegria. A vida finita é uma série de permutas. Encontrar a vontade de Deus, e viver para a glória de Cristo plenamente em cada capítulo é o que faz dele um sucesso, não se ele se parece com o capítulo de outra pessoa ou se tem nele o que o capítulo cinco terá. 


13- Que vocês desenvolvam uma mentalidade e um estilo de vida guerreiro; que nunca se esqueçam que a vida é breve, que milhões de pessoas estão entre o céu e o inferno todos os dias, que o amor ao dinheiro é suicídio espiritual, que os objetivos de mobilidade ascendente (roupas chiques, carros, casas, férias, comidas, hobbies) são um substituto pobre para os objetivos de viver para Cristo com toda a sua força, e maximizar sua alegria no ministério ao ajudar pessoas. 


14- Que em todos os seus relacionamentos com os homens vocês procurem a direção do Espírito Santo ao aplicar a visão bíblica da masculinidade e feminilidade; que vocês desenvolvam um estilo e comportamento que faça justiça ao papel único que Deus deu aos homens para serem responsáveis pela liderança graciosa com relação às mulheres - uma liderança que envolve elementos de proteção, cuidado e iniciativa. Que vocês pensem criativamente e com sensibilidade cultural (assim como ele deve fazer) ao moldar o estilo e ajustar o tom de sua interação com os homens. 


15- Que vocês vejam a direção bíblica para o que é apropriado e inapropriado para os homens e mulheres em relação uns para com os outros, não como restrições arbitrárias sobre a liberdade, mas comoprescrições sábias e graciosas de como descobrir a verdadeira liberdade do ideal de complementaridade de Deus. Que vocês não mensurem sua potencialidade pelas poucas funções restringidas, mas pelas incontáveis oferecidas."

John Piper
John Piper é um dos ministros e autores cristãos mais proeminentes e atuantes dos dias atuais, atingindo com suas publicações e mensagens milhões de pessoas em todo o mundo. Ele exerce seu ministério pastoral na Bethlehem Baptist Church, em Minneapolis, MN, nos EUA desde 1980.